O que você vai ser (para sempre) quando crescer?


Em tempos com pessoas vivendo 80, 90 e até 100 anos, será mesmo que preciso ser uma coisa só quando crescer?


O mundo tem mudado rapidamente, profissões aparecem e desaparecem, pessoas mudam seus hábitos, suas paixões, suas prioridades, mas continuamos com a mesma mentalidade de que um jovem com 17 anos deve decidir o que fará para o resto de sua vida. Tem que ser mesmo por toda a vida? Por que não podemos escolher o que faremos naquele momento? Aos 30, esse jovem terá a mesma mentalidade que tem hoje?


É tanta pressão para que essa escolha eterna seja feita, que não é à toa que muita gente está infeliz no trabalho e muita gente aproveitando o momento que o país vive para experimentar novos caminhos.


Quando atendo adolescentes em processo de Coaching ou Psicoterapia, costumo lhes dizer que a escolha que farão neste momento pode ser alterada futuramente e que novas paixões poderão ser despertadas, novas profissões experimentadas e que esta pode ser apenas sua primeira profissão, não sendo necessariamente a única.


Não estou querendo dizer aqui que não existem pessoas que descobrem sua vocação para uma determinada carreira e vão exercê-la durante toda sua vida, a mensagem que quero deixar é: não precisa decidir pensando que será para sempre, afinal de contas somos seres mutáveis.


E por fim, o mais importante: seja feliz e faça com amor o que decidir fazer.


André Cazé

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo